Como importar dos EUA

Se você tem dúvidas sobre como importar produtos das melhores lojas dos Estados Unidos, este artigo irá esclarecer algumas delas e apresentar as principais alternativas para você comprar no exterior com segurança e, é claro, economizar no valor dos produtos.

Por se tratar de uma compra internacional pela internet, ou seja, de uma importação, o processo tem mais etapas do que uma compra online em lojas brasileiras. O cálculo do valor final da encomenda também é um ponto de atenção, pois inclui o valor total da compra em reais, a contratação do frete para envio para o Brasil e eventuais impostos de importação. Mesmo assim, comprar fora não é impossível! É importante lembrar que os cuidados com a segurança e a procedência das lojas continuam sendo fundamentais. Uma dica quanto a esse aspecto é procurar por avaliações de compradores, assim como você faz com as suas compras aqui no Brasil

1. Como funcionam as compras nos EUA?

Muita gente não sabe, mas é possível fazer compras nos EUA aqui do Brasil e sem sair de casa. Porém, muitos dos sites americanos não realizam o envio das compras para o Brasil e, quando realizam, geralmente cobram taxas abusivas, que acabam por tornar as compras inviáveis. Isso poderia ser um problema se não existissem os redirecionadores de encomendas, que são empresas que disponibilizam um endereço nos EUA para você encaminhar as suas compras em lojas americanas. Depois de receber sua encomenda, esses redirecionadores as enviam para o seu endereço no Brasil. Assim, o primeiro passo para a realização da sua compra no exterior é encontrar um desses redirecionadores e realizar um cadastro.

Depois disso, é só fazer a compra no seu site favorito, encaminhar para esse redirecionador e pedir que ele envie para o seu endereço no Brasil. Nesse processo, é muito importante acompanhar o rastreamento da encomenda no site dos Correios para saber se ela está aguardando o pagamento de algum tributo. Caso haja essa situação, você pode gerar as guias através do site IdCorreios e pagá-las pela internet.

Quer saber mais? Confira aqui como funcionam as compras nos EUA etapa por etapa!

2. Como pagar a minha compra nos EUA?

A forma mais comum de pagamento é o cartão de crédito internacional, porém, ele requer alguns cuidados na hora de calcular o valor final da compra em reais, para evitar surpresas e frustrações. O valor da compra no cartão de crédito internacional é calculado utilizando um dólar específico, que varia de banco para banco e é mais ou menos 5% acima do dólar comercial, que é o valor comumente comunicado na mídia. Além disso, existe a cobrança de 6,38% de IOF, que é o Imposto sobre Operações Financeiras. Ter clareza desses valores é muito importante para que você saiba se a sua importação de fato valerá a pena.

Algumas lojas também podem disponibilizar a opção de pagamento por PayPal, que é um dos tipos de pagamentos mais seguros, por oferecer toda a rastreabilidade das transações. Isso significa que você sabe “onde” está o seu dinheiro e, caso aconteça algo com a sua encomenda, como o extravio, fica mais fácil pedir o ressarcimento do valor.

Uma opção ainda mais barata e mais simples é utilizar a Glin, um serviço no qual você solicita um card em dólares no valor da sua compra, mas paga por ele em reais, no seu cartão de crédito nacional em até 12x ou por TED. Para utilizar esse serviço, é preciso conferir quais são as lojas on-line disponíveis e definir o valor da sua compra em dólares, a fim de solicitar a emissão do card.

Ainda está com dúvidas? Fique tranquilo! Fizemos um passo a passo de como comprar com a Glin!

3. O que é o redirecionamento de encomendas?

O redirecionamento de encomendas é um serviço prestado por algumas empresas, com sede nos EUA, que funcionam como operadores logísticos para pequenos importadores. O serviço surgiu a partir das necessidades de muitos estrangeiros que tentavam fazer compras nos EUA, mas desistiam ao se depararem com as taxas de entrega abusivas que eram cobradas por alguns sites. Sendo assim, essas empresas disponibilizam um endereço norte-americano para você mandar as suas compras e, ao recebê-las, as redirecionam para você no Brasil.

Quando você se cadastra, recebe um endereço e o número de uma suíte, que é um “armário” onde todas as suas compras serão armazenadas. Isso é interessante pois você pode deixar acumular suas encomendas para fazer o envio para o Brasil de uma só vez, barateando ainda mais o custo da importação. Entretanto, é importante se atentar ao prazo limite de tempo em estoque de cada empresa, que geralmente é de 30 dias.

Além desse serviço, o redirecionador oferece algumas outras facilidades, como consolidação de mais de um pedido em uma única caixa, troca da caixa original por uma caixa reforçada, aplicação de plástico bolha, contratação de seguro, etc.

Esse tipo de serviço é bem confiável e facilita muito a importação, uma vez que é possível fazer todo o rastreamento da sua encomenda e ter controle sobre prazos de envio e valores de frete. Isso não exclui a necessidade de escolher um redirecionador que seja conhecido no mercado de importações. Confira abaixo a lista de alguns dos principais redirecionadores de encomendas:

•          Cabure Box USA

•          US Closer

•          Qwintry

•          Shipito

•          Box4World

•          WeGet2U

Quer começar a comprar com a Glin?

Clique aqui e escolha o Glincard desejado!

close
Inscreva-se para ser notificado sempre que a Glin publicar novos artigos.
Inscreva-se para ser notificado sempre que a Glin publicar novos artigos.
2 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *