Como aumentar a margem de lucro em tempos de crise

O momento exige certo cuidado na busca por alternativas para inovar nos negócios e continuar vendendo. O dólar está alto e acaba impactando diretamente no poder de compra da população. A dúvida é: realmente vale a pena continuar importando?

A resposta é sim, afinal, à medida que o dólar sobe, os preços no Brasil também aumentam. Por isso, descobrir maneiras de reduzir custos e vender mais pode se tornar um diferencial competitivo. Apostar e investir nos negócios online durante o período de isolamento social é uma alternativa. Logo nos primeiros dias de confinamento, em uma pesquisa realizada pelo Grupo WPP, 32% dos entrevistados afirmam que realizaram compras online pela primeira vez nesse intervalo de tempo. Esse dado reflete no incremento gigantesco das vendas por e-commerce: segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) houve um aumento de 180% nas transações, principalmente nas categorias de alimentos e bebidas, beleza e saúde.

O cenário mostra uma oportunidade para importar com as melhores lojas dos EUA e revender produtos que continuam mais baratos lá fora em relação ao preço das lojas brasileiras. Para revender no Brasil e manter o valor final baixo para o cliente, é preciso calcular os seus custos corretamente e escolher uma forma de pagamento mais barata, reduzindo as taxas.

Pensando nisso, nesse artigo a Glin apresenta alternativas para você aumentar a sua margem de lucro mesmo em tempos de instabilidade econômica. Confira!

1. Conheça o cliente

Os produtos importados costumam ser bem valorizados pelo consumidor, principalmente os que ainda não foram lançados no Brasil e os que têm preços proibitivos para a maior parte da população. Muitas vezes, você pode usar essa exclusividade e boa reputação da mercadoria para aumentar a sua margem de lucro e evitar descontos. 

Neste momento é importante que você entenda a necessidade do seu cliente: você sabe quais produtos ele tem procurado durante a pandemia? De acordo com o levantamento realizado pelo Ebit/Nielsen, que monitora o comportamento do consumidor, está havendo uma procura por mais produtos de giro rápido ou consumo imediato e relacionados à saúde, como, por exemplo, remédios, itens essenciais para bebês, álcool em gel, máscaras. Além disso, equipamentos para se exercitar em casa, jogos, e itens que aliviam o stress da quarentena são outros exemplos de produtos mais procurados.

Entenda o que o seu cliente precisa e comunique o que você pode oferecer a ele nesse momento. Mesmo com as entregas mais longas, dependendo do item, alguns consumidores preferem esperar para receber em casa se percebem a economia gerada. Portanto, converse por telefone ou troque mensagens com seus clientes e entenda como você pode ajudar na indicação de lojas e produtos que eles buscam. Divulgue as promoções de forma personalizada e evite ser inconveniente. Nesse momento, vender a qualquer custo pode prejudicar a sua imagem! Seja empático nas mensagens, entenda com atenção o que ele precisa e envie somente o que ele gostaria de ver.

Lembre-se: conhecer seus clientes é fundamental para definir a sua margem de lucro.

2. Economize nas compras

Um dos custos que influenciam diretamente na sua margem de lucro é o preço do produto importado dos EUA. Ao pagar pelo produto lá fora via cartão de crédito, o valor final em reais é calculado pelo dólar praticado pelo banco emissor do cartão de crédito, acrescido de 6,38% de IOF – que é o Imposto sobre Operações Financeiras. Assim, é importante tentar alternativas mais baratas a esses valores a fim de preservar as margens durante o período em que o dólar estiver mais alto.

A Glin nasceu para tornar as compras nos EUA mais simples e econômicas, sendo o meio de pagamento mais barato para importar. Com a Glin, você realiza compras em sites norte-americanos como se estivesse comprando em um site brasileiro. Você paga em reais, sem as taxas abusivas do cartão de crédito, como o IOF, por exemplo, e ainda pode parcelar. Além disso, não há a necessidade de cartão de crédito internacional.

O processo é simples: você escolhe o Glincard, que é o gift card da Glin, no valor total que deseja comprar em uma das lojas parceiras disponíveis no site. Em seguida, você receberá no e-mail o código do Glincard para usar no fechamento do carrinho na loja americana on-line desejada. Pronto!

Ao escolher realizar o pagamento com cartão de crédito, você pode parcelar a sua compra em até 12 vezes, sem a cobrança do IOF. Dessa forma, além de economizar, você poderá suavizar o valor do gasto, escolhendo parcelas que cabem no seu bolso!

3. Aposte nas vendas online

Além de conhecer mais o que o seu cliente precisa nesse momento e usar o meio de pagamento mais barato do mercado, a recomendação é apostar mais nas vendas online.  

Tenha em mente que seu site e suas redes sociais são a sua loja! Então, invista tempo em melhorar a apresentação dos seus produtos. Além disso, é importante procurar alternativas para aumentar o alcance da sua loja. Confira alguns exemplos:

  1. Marketplaces: o brasileiro mais famoso é o Mercado Livre, onde é anunciada uma variedade enorme de produtos. Ele vem aumentando o volume de vendas de forma consistente durante a pandemia e a cada dia mais pessoas estão aprendendo a comprar por lá. Um outro benefício é que ele é uma plataforma criada para pequenos vendedores, assim, oferece todos os serviços que suportam a venda como a apresentação de produtos, a cobrança, o envio e a plataforma de atendimento pós venda.
  2. Redes sociais: além dos posts tradicionais na sua página, é interessante ] investir em anúncios pagos para tentar impulsionar as suas publicações. O interessante é que esses anúncios podem ter a audiência segmentada, assim, você pode informar à plataforma qual tipo de público que você deseja impactar com seu anúncio, facilitando que ele seja exibido apenas para pessoas que tenham interesse no seu produto.
  3. Blogs: uma terceira forma de aumentar o alcance da sua loja é buscar por blogs e fóruns que conversam com o seu público e propor uma parceria. Essa colaboração pode acontecer, por exemplo, com um simples anúncio na página ou até um blogpost, onde você pode explicar para o seu cliente como resolver um problema ou dar dicas que podem ajudá-lo no seu dia a dia e ainda anunciar os seus produtos.
  4. Influenciadores: uma última alternativa seria fazer uma parceria com algum influenciador que tenha um público parecido com o seu. Hoje em dia, existem muitos influenciadores de nicho que possuem poucos seguidores, mas que  são muito fiéis as suas recomendações. O desafio é achar quem são os influenciadores mais relevantes para o seu mercado de atuação.

Vale lembrar: o momento é delicado para bombardear seu cliente de promoções. Trabalhe com conteúdo e produtos relevantes, ofereça ajuda e esteja disponível para atendê-lo da melhor forma possível. Um bom atendimento é fundamental para o sucesso do negócio.

Gostou? Quer saber mais sobre como comprar com a Glin?

Clique aqui e confira!

close
Inscreva-se para ser notificado sempre que a Glin publicar novos artigos.
Inscreva-se para ser notificado sempre que a Glin publicar novos artigos.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *