Como as mudanças da USPS podem afetar as suas importações?

A USPS (United State Postal Service) é uma agência governamental que recebe, envia e processa mercadorias em território americano para todo o mundo, incluindo o Brasil. Pode-se dizer que essa agência se assemelha muito aos correios brasileiros e possui uma alta demanda de entregas.

A USPS oferece diversas maneiras de realizar envios internacionais, sendo possível enviar vários tipos de caixas, com diversos tamanhos, embalagens e pesos. As entregas são feitas de forma segura para os correios brasileiros na alfândega do Rio de Janeiro, São Paulo ou Curitiba.

Até  julho deste ano, os melhores fretes de envio de encomendas para o Brasil eram o Commercial ePacket e o First Class Mail International, sendo os mais baratos e acessíveis da categoria. Contudo, a USPS cancelou o contrato do ePacket com o Brasil, não sendo mais possível fazer o envio de caixas por essa modalidade.

Além disso, houve uma reestruturação de preços do Serviço Postal dos Estados Unidos para pequenas encomendas, o que aumentou as taxas em remessas internacionais para diversos países. Pensando nesse cenário, a Glin preparou um conteúdo sobre como as mudanças da USPS podem afetar as suas importações. Confira a seguir!

Como funcionava o ePacket?

O ePacket era o frete mais barato e ideal para importar coisas pequenas e leves. Disponível quase que exclusivamente por grandes empresas de redirecionamento, o peso da embalagem enviada não poderia exceder 2 quilos (ou 4,4 libras), considerando o peso do produto mais a proteção e as embalagens de envio.

Esse frete também fornecia código de rastreio, a opção de seguro no valor declarado, que não poderia ser superior a 400 dólares americanos e o prazo de entrega era de 5 a 60 dias corridos.

Quais opções de frete ainda continuam e a diferença entre eles?

Dois outros tipos de fretes continuam disponíveis na USPS para envio de encomendas e mercadorias para o Brasil: o First-Class e o Priority Mall.

O First-Class, assim como era o ePacket, é um dos fretes mais baratos e ideal para quem quer importar coisas pequenas a preços mais acessíveis. Com ele, você pode enviar uma caixa de até 60 centímetros ou 1,8 quilos (exatamente 4 libras).

De uma forma geral, o First-Class difere-se do antigo ePacket em dois pontos principais:

  1. limite de peso dos pacotes enviados: no ePacket, o peso máximo era de 4,4 libras e, no First Class, o peso limitava-se a 4 libras, sem uma vírgula a mais;
  2. tempo de entrega, já que o ePacket tinha um prazo de entrega menor

Fora isso, ambos sempre foram avaliados e tratados da mesma forma em relação as taxações e burocracias de envio.

Já o Priority Mall é a modalidade de frete internacional com o melhor custo-benefício para caixas maiores. Uma vantagem desse tipo de envio é que ele disponibiliza rastreamento e seguro grátis para valores de até USD200.

Caso importe um valor maior, é possível solicitar seguro adicional, que é muito barato e tem a mesma cobertura do seguro gratuito. O prazo de entrega para o Priority Mall também é rápido (menos de uma semana). Porém, ao chegar no Brasil, por conta dos processos de fiscalização da alfândega brasileira, sua encomenda poderá levar até 30 dias para chegar ao endereço desejado.

O novo frete

Grandes empresas de redirecionamento de encomendas têm buscado alternativas de frete para envio de mercadorias ao Brasil, já que deixaram de contar com a modalidade ePacket.

A US Closer, por exemplo, lançou o serviço Packet Standard, despachado por uma transportadora privada que envia os pacotes para o centro de distribuição dos Correios em Curitiba, no Paraná. Com o Packet Standard, é possível enviar uma caixa de até 66 libras com valores acessíveis. Exemplos:

  • 1 libra – 15 dólares
  • 2 libras – 25 dólares
  • 3 libras – 35 dólares
  • 4 libras – 45 dólares
  • 5 libras – 55 dólares

Já a WeGet2You também buscou uma alternativa para envios de encomendas de seus clientes criando o WeGet2You SkyPostal Packet Express, com as mesmas regras do novo frete da US Closer.

O que muda para os importadores?

Com o cancelamento do contrato do ePacket no Brasil, quem importa dos Estados Unidos tem que ficar mais atendo para escolher o melhor frete para o seu caso. Se você está importando por um grande ou pequeno importador, a dica é: converse com quem está auxiliando na sua importação, e escolha a forma de melhor custo benefício para o seu caso, assim você não deixa de importar e nem aumenta os seus custos.

close
Inscreva-se para ser notificado sempre que a Glin publicar novos artigos.
Inscreva-se para ser notificado sempre que a Glin publicar novos artigos.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *